29 julho 2010

SINTOMAS DE DEPRESSÃO E BIPOLARIDADE

Angelina Jolie, a criadora do Harry Potter J.K. Rowling, a atriz global Cassia Kiss, o Indiana Jones Harrison Ford, Brooke Shields (que foi criticada pelo seu colega Tom Cruise por se medicar), e o roqueiro Kurt Cobain (que não agüentou e se matou) são alguns dos famosos que conhecem os sintomas:


• Perda de interesse e prazer pelas coisas;
• Tristeza constante ou irritabilidade persistente;
• Falta de concentração;
• Dificuldade em realizar tarefas simples (como escovar os dentes);
• Negativismo;
• Fixação em detalhes negativos;
• Ansiedade constante;
• Sensação de insegurança;
• Sensação de incapacidade;
• Pensamento em morte/suicídio;
• Vontade de se isolar;
• Crises de choro “sem motivo”;
• Insatisfação em viver;
• Falta de esperança;
• Muito sono ou insônia;
• Perda ou excesso de apetite;
• Sintomas de doenças físicas que não melhoram com tratamento;
• Sentimento de inferioridade e baixa auto-estima;
• Sentimento de vazio;
• Redução do interesse sexual;
• Lentidão ou agitação intensa;
• Uso de álcool e drogas para se sentir melhor e/ou se anestesiar;
• Sentir que o mal-estar não vai passar nunca;
• Pensa que isto tudo é fraqueza de caráter, o que gera culpa por não ter força de vontade para consertar esta “falha de caráter”.

Na bipolaridade, além dos sintomas de depressão acima, a pessoa alterna-se com estados de euforia, ou seja, fica uma fase deprimida e depois passa por uma fase eufórica que é marcada por:

• Tagarelice;
• Irritabilidade;
• Insônia;
• Mania de grandeza;
• Sentimento de estar no topo do mundo com uma alegria e bem-estar inabaláveis, podendo ocorrer também explosões de raiva;
• Sentimento de ser invencível;
• Uso de drogas e álcool;
 Não consegue ficar parado, relaxar;
• O senso de perigo fica comprometido, podendo se envolver em atividade de risco;
• Atividade mental intensa, com muitas idéias ao mesmo tempo;
• Excitação sexual exagerada;
• Compras excessivas;
• Perda da inibição social, podendo passar por situações vexatórias;

Nesta fase é comum a pessoa se endividar ou PERDER MUITO DINHEIRO, comprometendo até bens de família, gastando mais do que pode, emprestando dinheiro a pessoas a quem mal conhece.
Fonte: trechos dos livros Cura espiritual da depressão do médico terapeuta Alírio de Cerqueira Filho e Seja feliz diga não à depressão da médica Elaine Aldrovandi.



Para mais informações sobre estas doenças clique aqui!

16 comentários:

Methamorfo disse...

Descobri antes da Psiq que sofro de bipolaridade... E desde de criança. Pelo menos 80% dos sintomas descritos se encaixam em várias etapas de minha vida. Estou isolada e ao mesmo tempo obssessiva. Sem controle. Meu cérebro está um turbilhão... Li três livros em dois dias, um deles com + de 400pag. Só parava para comer e tomar banho (um por dia). Foi neste sáb e dom. Passei o fds na casa de minha irmã, beira da praia, e sequer vi o Sol. Voltei p casa na seg e já montei uma biblioteca virtual considerável, ajulgar pelo intervalo em que o fiz: de seg a quarta (hj). Para um normalóide eu sou um gênio esquisito. Mas sei que estou doente e preciso estabilizar meu humor antes de um esgotamento físico e mental. Sorte que estou de férias do trabalho. Estou chorando agora... Estou péssima. Que doença chata. Não penso em suicídio, mas meu corpo, à revelia, está se mutilando. Esse processo precisa parar se não... Estou com medo e me sentindo sozinha. Bj.

Methamorfo disse...

Li tanto... Mais do que suporto. É como a compulsão por comida. O estômago dói, vc sente ânsia, mal-estar mas continua. Assisti várias palestras de Augusto Cury, li uma parte do livro "Enigma Bipolar" do Dr. Teng Chei Tung (referenciado em "História de um surto". Me identifico muuuuito com este blog. Mais que impressionante. O que proprietária, Adriana Santos, Jornalista, escreve cabe quase perfeitamente a pensamentos meus e episódios de vida parecidos). Viu como estou acelerada??? Se me visse de verdade agora... Me tira daquiii!!! Li muuuito o blog da Luciana, assisti alguns vídeos lá; foi quando conheci o livro. O Dr Teng Chei Tung concedeu uma entrevista esclarecedora para divulgá-lo. Mandei emails referentes aos negócios de meu marido para clientes e fornecedores. Mexi até em tutorial sobre linguagens de programação para a construção de um site para a empresa. Reservei um domínio para o futuro site (uma infinidade de cadastros e orientações por email...). Teria mais p dizer... estou com insônia e uma energia anormal... Bjo. Obrigada e te admiro.

Quem faz as postagens: disse...

meu amor mandei email pra vc! poxa vida se vc estivesse aqui organizava a pensamentos filmados todinha! eu com essa mierda de depressão demorei mto tempo pra conseguir começar a organiza-la, e se tinha duvidas de que pudesse ser bipolar, vc acabaou de sana-la! ai amore so zoneando mesmo, né, pq a realidade é dura mesmo! é o que disse: se trate e curta...
bjoka

Methamorfo disse...

Ana, eu faria um livro de trocentas páginas só para descrever o que aprontei (e ainda estou...) de sábado até agora. Alguém ligou meu motorzinho! E foi o diagnóstico inicial errôneo de depressão. A Psiquiatra está lotada e ainda não pôde me ver. Liguei p o trabalho e pedia ajuda (lá eles tem um serviço de acolhimento excelente). Vou ser vista hj por duas Psicólogas que farão uma avaliação e se acharem necessário, contactar outra Psiq para um atendimento de urgência. Da "última vez" que fiquei assim (e sem me tocar), tive um esgotamento físico e mental que me afastou do trabalho e me rendeu uma bela Pneumonia. A depressão foi avassaladora,e a Psiquiatra conheceu minha história nesse período. Mas faz pouco tempo, menos de um ano. Estou tomando remédios p depressão e preciso ser vista logo para ajuste de medicação pq pode acontecer de novo, o pico (mania) e a queda (depre).
Olha a hora que te mando este post... Dormi esta noite às 5 da manhã. Não dormi. Pesadelos, números, cálculos. Depois da avaliação de hoje te conto se acertamos que sou bipolar. Tenho "quase" certeza, mas não sou Psiq, né?

Bjo de montão.

Ahhh... Qdo falou em arrumar a Pensamentos Filmados fiquei babando e muito grata, embora sabendo que nas fases de mania (já falo como uma bipolar) fico obssessiva qdo gosto de um desafio. Daria o sangue por este que me propôs, e tvz surtasse depois (credo! que rima!. Remédioo!!! Lítiooooo!!!

To bem viu?! Só acelerada ainda, mas tô lúcida. E com essa energia que me deixa tão produtiva e tão ansiosa. Mas hj vou resolver isso. Se vou...

Tchau, se não não paro mais.

Quem faz as postagens: disse...

nossa meu amor, nao sabia que a coisa era assim tao frenetica...
me avise assim que vc tiver passado em consulta!
c cuide!

bjoka

Methamorfo disse...

Infelizmente não foi o que eu esperava. Não me senti acolhida.
Imprimi alguns trechos mais relevantes de minhas impressões para tentarmos juntas buscar respostas. Fui sincera, me abri, mas uma da Psicólogas ficou contrariada, resistente em ver os relatos,e acrescentou que os remédios não estavam fazendo efeito, que eu não estava bem e que não poderia voltar ao trabalho.
Meu mundo caiu. Fui pedir ajuda justamente para ajustar a medicação e tentar compreender o que acontecia cmg, mas os conselhos e observações que recebi foram frustrantes (e eu precisava lidar com aquilo...). "Posso te pedir uma coisa Jô? Pare de ler essas coisas na Internet... (se vc visse a cara de nojo que ela fazia para os papéis que continham um pouco de mim. Continham ainda boas bibliografias de endereços eletronicos confiáveis e de bons livros. Foi sofrido...). Pare de se preocupar em saber o que vc tem. O tom condescendente não me confortou, me feriu, como se não soubesse escolher conteúdos de qualidade. Adoro o blog da Luciana, o seu, por exemplo. Assisto a vídeos de profissionais renomados. Os livros que leio são fidedignos. Todas as minhas experiências e tentativas de busca ao autoconhecimento ajudaram-me em muitas ocasiões a não ficar pior, pq aprendi a respirar, a proteger a construção de meus pensamentos, desabafei através dos textos, e me acalmavam todas essas atitudes. A Psicóloga, de uma única vez, juntou tudo, pôs num saco e rotulou: "Bobagens - Proibido!". Fui encaminhada para um médico comum, pq não conseguiram Psiquiatra, e ele perguntou quais eram meus sintomas. Procurei ser mais criteriosa pq perdi a confiança neles (o fim para qq terapia). Ele anotou algumas coisas em um "encaminhamento" e pediu que consultasse um Psiq, só depois poderia voltar ao trabalho. Disse que já havíamos tentado, mas que eu estava em condições de trabalhar, e poderia aguardar a consulta já tendo voltado ao trabalho (fui liberada pela perícia oficial do Estado, que atende ao servidor público, mas é um médico comum, do trabalho, que apenas valida as licenças dadas pelo especialista). Ele deu de ombros e disse: "só assino seu retorno com o aval da colega Psiq!".
Ana, resumindo: estou acelerada, mas o trabalho é gratificante. E estou produtiva (ainda que descompensada nesse sentido). Me senti rejeitada e o que pensei que seria um acolhimento, literalmente resumiu-se a "ordens" que recebi sem sequer ser ouvida adequadamente. Estou fragilizada. Peguei a dignidade que me restava, envolvi com carinho em um manto invisível de compreensão e amor e voltei p casa abatida. To me controlando, mas o filme de ontem passou e to chorando.Se for impedida de trabalhar, terei de ser estabilizada de verdade pq sinto que estou no meu limite de tolerancia. Não me ouviram, não concordo com essa metodologia de tratamento, e acho até que pioraram meu quadro. Agora há uma sensação de rejeição e um estranho medo de escrever e/ou mostrar meus escritos à Psicoterapeuta. Seria a 1ª vez que faria assim, mas e se a "receptividade" for a mesma??? Trauma! (consulta em 12ago10). Cheguei a comentar com a Psicóloga do trabalho. "Estou sendo tratada como doente inválida. Mas sei que estou produtiva, só preciso ajustar os remédios..." Foi um desabafo mais p mim mesma, pq não fui ouvida, compreendida...
Mais uma baixa...
Bjo.

Quem faz as postagens: disse...

que mierdula jo! olha eu tive experiencias horriveis com psiquiatras e psicolgos durante muitos anos e hj em dia chego a conclusão que a maioria é mto mal treinado! pq essas doenças so sabe o que é quem tem, quem nao tem nao sabe,e geralmente esses pfofissionais nunca tiveram, por isto deveriam ser extremamente bem treinados, mas a realidade é que nao sao. um bom profissional vai querer te ajudar a se equilibrar e para tanto é preciso que ele te ouça, que ele se abra a experiencia de te conhecer para poder ajuda-la a se encontrar e se equilibrar. mas como fazer isso se eles mesmo estão confusos e de saco cheio? por isso meu amor va atras de outros profissionais,busque! acho q o mais dificil mesmoo é achar os profissionais com os quais vc se da bem, mas ha uma minoria bem treinada e disposta a ajudar o paciente. nao desista! e bem vinda a realidade da saude! uma vez tinha 18 anos estava desesperada, me sentindo pessima somente com ideias suicidas. cheguei em uma pasiquiatra na cidade de piracicaba e a mulher nem sequer olhou para a minha cara, eu mal conseguia falar, contei por cima que ja havia sido diagnosticada com depressão mas que os remedios que havia tentado me pioraram, ela so perguntou os nomes, escreveu uma receita com um remedio novo me entregou e disse: "ah e procure uma psicologa se quiser eu te indico uma." saí de lá e só nao tentei suicidio aquele dia pq minhas amigas me deram mto apoio. e hj eu penso: vc ve uma menina naquele estado e vc não faz nada? e o nada é apenas uma conversa, e nao aquela pressa que ela estava pra me enxotar da sala dela! e essa mulher é uma psiquiatra! hj em dia sabemos que o ensino nas faculdades e universidades piorou mto no brasil, entao imagine o nivel dos profissionais... portanto meu amor se nao gostou procure outros, mas nao desista de vc!!!! vc sabe melhor que qq um o que te ajuda e te conforta, o profissional bom vai inclusive reforçar isto! bjoka

L.O.L. disse...

Já vi que esta doença é mais séria do que julgava. Estou seguindo este blog.

Alyson Daas disse...

pois é LOL,
essas doenças são terribles!

bem vindo!

bjoka

Anônimo disse...

Oiiee , me Chaamoo Gabriella Soares .
Teenhoo 16 Anos , moro em São Paulo -Capital .
Boom , Começandoo assunto , Nãoo seii oquee está acontecendoo comiigg, ultiimamentee tô tãoo tristee ,tão sooziinhaa '
Nãoo seii , parecee que ningueem me amaa , ningueem mee qrr por pertoo .
É tãoo diifiiciil tudoo isso . Com frequeenciiaa penso em suicidiiooo Morteee me isoolaar de veez , ir paraa ondee niiingueem nunkaa me encontrree ''( FIIKAAARR SOZIIHA .
Saabee já até tenteeii me mataar , maaiiss Deus Nãoo Permiitiu quee isso Acontecesse ! Pensoo até quee só lokaa , pqquee nãoo seii , as vezees tô Ótiimaaaaaa .
Maaaiss a maioriiaa das vezees noossaa , um angustiaa umaa tristeezaa , quee paracee quee euu entreii em um absmoo profundoo , sem camiinhoo de vooltaaa '
Entreei no caminho da solidão .
Queeriiaa voltaar ser como eu eraa antees FELIIZZ , ESPONTANEEA . EXTROVERTIDA . Ai aii comoo eu queriaa ''( Fiikoo em pensaar quee a Solidão tomouu contaa do meu serr ! ='(
Doo nadaa eu chooroo e sem saber o porquee , na escolaa , no meeu trabaalhoo , nãoo tenhoo maiss o mesmoo prazeer de antees .
Maais umaa coisa euu Faaloo, Eu lutoo contraa isso , essa coisaa ruiim quee sinto .
Não tenho vontedee nem de levantarr da minhia camaa , miinha maioor vontedee mesmoo é de fikaar lá sooziinhaa e não levantaar nunkaa mais ! Maaiss euu tENTOO SEER MAIS fOORTEE qUEE ISSO , Euu pensoo , eu nãoo posso me entregaar desse maneeiraa , voou seer maiss foortee que tudoo isso . Poquee euu tenhoo meeu Deus e elee é tãoo maioor quee meus Proobleemas . É estraanho , hoojee estouu beem melhor que o comeeço da seemanaa . Hoojee neem Chhooreeii '') Fiikeeii Feeliiz Poor Issoo ! Moomentoss See Vaaii Momentoss Veem .
Boom Euu Nããoo Desejoo isso pra niingueem , Espeero quee as pessooaas aproveiiteem a FELICIDADE' O MÁXIMOOOOO !

Porquee queem não teem Ela , Soofree muiitoo !

Boom , é isso .
Tô Até melhor agoora, por teer tentadoo me expressaar . Faaleeii cOISAAS Que sempree fikouu Reservadoo dentroo de mim .
Um Sentiimentoo Remoiidoo !


Obriigadoo !!!

Ana Maria Saad disse...

oi gabriella!
q bom que vc falou e desabafou, pois encarar a realidade e bota-la pra fora ajuda mto!!!!
busque tratamento medico, psicologico e terapias complementares e alternativas, como yoga, acupuntura, terapia corporal, bioenergetica, etcetcetc. há diversos tratamentos q te ajudarão no auto conhecimento que é a chave para a melhora efetiva! e depois disso vc voltara a ter mais prazer de viver, vc voltara renascida! essa doença tem algo a lhe ensinar, deixe-a ser sua mestra e confie mesmo pois tudo passa!
c cuide!
bjoka

Anônimo disse...

OLA! ANA... SOU A MOÇA DO RECIFE (26ANOS) LEMBRA? TE FALEI SOBRE MEUS PENSAMENTOS DE SUICÍDO! POIS DIA 18/10/11 SEMANA PASSADA, TENTEI O SUICIDIO. LONGE DE CASA, INFELISMENTE FUI "SOCORRIDA" PASSEI DIA E NOITE EM OBSERVAÇÃO NO HOSPITAL... ESTOU EM CASA. PORÉM MAIS DEPRIMIDA. MINHA FAMILIA NÃO MIM AJUDA, A SAIR, DA DEPRESSÃO. SÃO AUSENTE NO AMOR, E NA DOENÇA...TENHO SAUDADES DE MEU PAI. QUE JÁ PARTIU DESSA VIDA...SOU FILHA ÚNICA DE MÃE...MIM SINTO "SUFOCADA" UM PESO NA VIDA DE TODOS. SENTIMENTO DE CULPA IMENSA. UMA ANGÚSTIA IMENSA...EM BREVE TENTAREI DE NOVO O "SUICIDIO" PQ SOU TRISTE.E DEPRIMIDA, NÃO TENHO, ANIMO PRA VIVER!! MAU SAIO DO QUARTO...NÃO IREI FAZER, FALTA ENTRE OS VIVOS. E SIM! SERÁ UM ALIVIO. MINHA PARTIDA...INFELISMENTE SOU UMA INÚTIL,UM PESO. TENHO RAIVA DE MIM MESMA...NÃO MEREÇO NADA ALÉM DA MORTE!! NÃO DESEJO ESSA ANGÚSTIA PRA NINGUEM.
ASS:GABY,MOÇA DO RECIFE.

Ana Maria Saad disse...

gaby, q pena saber disso!
achei q vc voltaria a escrever pra me contar como ta descobrindo novos tratamentos e como ta tendo apoio dos seus terapeutas!
meu amor é obvio q sem apoio da sua familia vc vai ficar pior e vai se sentir o coco do cavalo do bandido, e vai querer acabar com esse sofrimento horroroso tirando a propria vida, pois uma pessoa doente sem apoio sofre pra caramba!!
mas peço q vc se de uma chance! minha familia tb nao me apoiava, alias nunca poderei dizer q eles me ajudaram na minha melhora. mas eu fui buscar em profissionais e em pessoas q ja tinham passado por isso um apoio e conforto e encontrei!
experimente tirar o foco da sua familia e colocar em vc! busque ajuda profissional integrada(de medicos, terapeutas corporais, massagens, reiki, homeopatas, acupuntura, etc) e olhe para essa sua dor! essa sua culpa, essa raiva de vc mesma vem de algum lugar! vc sofreu abuso sexual, moral, psicologico, bullying na infancia e adolescencia? como era sua relação com seus pais? qtos anos vc tinha qdo seu pai morreu? como sua mae se comportou? enfim se pergunte sobre sua propria historia e vc achara os motivos de sentir tanta culpa e raiva de si mesma, q podem ter vindo do ambiente familiar em vc viveu! e pra isso vc precisa de terapeutas q vc confie! aí em recife eu conheço um excelente q inclusive teve depressão, vou t passar o blog dele. pq se vc nao tem apoio profissional vc descobrira q na verdade a sua raiva nao é direcionada a vc e sim a outras pessoas e é capaz de vc querer bater em alguem ao inves de se matar!
se de uma chance!
esse é o blog do sergio pafer esse terapeuta de recife:
http://revolucaodaconsciencia.wordpress.com/
fale com ele pra se tratar!
c cuide!
bjoka

Anônimo disse...

Tive poucos momentos de felicidade. Meus pais me ofereceram ótimas escolas, mas eu não estudava. A escola era o meu refúgio para a vida horrivel que eu tinha em casa. Amores mal resolvidos na infância. Uma paixão louca aos 24 anos onde o cara mais velho do que eu 20 anos não me suportou mais. Eu tinha meus up and downs e quando ele se aborrecia eu segui a vida dele, vasculhava até que ele se cansou e foi morar fora do país. Perdi meu trabalho, e começou uma depressão. Me sinto incapaz, triste, tenhosaudades dos momentos alegres que foram poucos e não vão mais voltar. Acho que é impossivel recomeçar a vida. Sofri com a perda da minha irmã. Não fui amada como queria em familia, agora nào é neura- é real a familia não vai muito com a minha cara e quando faço algo que eles gostariam de saber fazer me olham de cara feia. A mamãe diz que tem pena de mim pq ninguem na familia quer ver o meu bem. Não durmo, acho que daqui a pouco vão ter que inventar uma nova droga para eu dormir. Amava ir a praia, devorava livros... Ja tem 7 anos que não assisto TV, não leio, não saio de casa. Tudo piorou depois da morte da minha irmã. É uma sensação que estou aqui esperando a morte chegar. Ao mesmo tempo quero ter forças para recuperar o que perdi e viver bem, viajar como eu fazia no passado, comprar o que queria. Mas depois eu penso para que? A minha irmã não está mais aqui e assim tudo perdeu a graça. Mas antes dela morrer eu já estava doente.
Nossa que confusão.
17 de setembro Rio de Janeiro

Vanessa faria disse...

Oi meu nome é Vanessa tenho 16 anos e precisava de pelo menos a sua opinião em relação se sou bipolar ou não. Então é assim, durante toda a minha infância sofri bullying, havia muita gente a chamar me de feia, gozavam com o meu aspeto, me empurravam me batiam.. e senti mais como se fosse uma anormal.. um dia fui sair com uns amigos e um rapaz me pegou e quase que me violou mas os meus amigos me socorreram a tempo... eu pensei no suicídio, até desenhava no meu caderno maneiras de me matar. a minha mãe viu e ficou muito chateada. Então comecei a cortar me todos os dias... nestes últimos dias tenho me sentido como se fosse lixo, como ninguém se importasse comigo.. e passei noites em claro a cortar sozinha, as vezes nem tinha motivos mas chorava. Depois me senti como se fosse a rainha do mundo, parecia que a minha auto estima tinha se levantado de repente... mas agora, enquanto estou a escrever isso sinto me triste com vontade de chorar e de morrer até. Não sei o que se passa comigo.. e depois descarrego noutras pessoas. Preciso mesmo da sua ajuda oque que eu faço? :'( eu não sou normal :'( ninguém gosta de mim.. mais vale desaparecer...

Beijo

Anônimo disse...

tenho muitos estresse diarios tenho um relacionamento conturbado amo demais meu marido mas ele tem a sombra de uma ex mulher que volta e meia me apavora pq ele nao aguentou meus pit e me largou e voltou pra ela e depois resolveu volta denovo pra mim,mas desde entao tenho vivido uma vida muito dificil tenhos momentos de alegria ao lado dele mas tenho tambem momentos mas meus momentos triste sao maiores o celular dele toca ja acho que e ela ele voltou mas nao tirou a aliança do casamento dele com ela ate hoje e antes quando casamos da primeira vez ele logo tirou a sensão e que ele pode ir a qualquer momento e eu nao tenho trabalho no momento tou muito triste so me da vontade de morrre talvez se eu morre-se ele ia ser feliz e outra ele nao acredita nessa minha doença ele acha que e frescura,,mas nao nao sinto vontade de comer nem de tomar banho escova os dentes de fala com outras pessoas todo tempo eu quero ta sozinha...queria muito nao perde meu marido pq ai eu acho que vai piora mas eu nao sei o que fazer tou perdida