21 abril 2010

EGO CEGO

"Queixar-se é uma das estratégias prediletas do ego para se fortalecer. Cada reclamação é uma pequena história que a mente cria e na qual acreditamos inteiramente. Não importa se ela é feita em voz alta ou apenas em pensamento. Alguns egos que talvez não tenham muito mais com o que se identificar sobrevivem apenas com queixas. Quando estamos presos a um ego assim, reclamar, sobretudo de alguém, é habitual e, é claro, inconsciente, o que mostra que não sabemos o que estamos fazendo.

Uma atitude típica desse padrão é aplicar rótulos mentais negativos às pessoas, seja na frente delas ou, como é mais comum, falando sobre elas com alguém ou apenas pensando nelas. Xingar é o modo mais rude de atribuir esses rótulos e de mostrar a necessidade que o ego tem de estar certo e triunfar sobre os outros: idiota, desgraçado, prostituta, todas essas afirmações sobre as quais não se pode argumentar. No nível seguinte, descendo pela escada da inconsciência, estão os gritos. Não muito abaixo disso se encontra a violência física.
Veja se você consegue capturar, ou melhor, perceber, a voz na sua cabeça - talvez no exato instante em que ela está reclamando de algo - e reconhecê-la pelo que ela é: a voz do ego, não mais que um padrão condicionado, um pensamento. Sempre que a observar, compreenderá que você não é ela, e sim aquele que tem consciência dela. Na verdade, você é a consciência que está consciente da voz. Atrás, em segundo plano, está a consciência. À frente, se situa a voz, aquele que pensa. Dessa maneira, você estará se libertando do ego, livrando-se da mente não observada. No momento em que você se torna consciente do ego, a rigor ele não será mais o ego, e sim um velho padrão mental condicionado.
O ego implica em inconsciência. Ele e a consciência não podem coexistir. O velho padrão mental, ou hábito mental, pode sobreviver e se manifestar por um tempo porque tem o impulso de milhares de anos de inconsciência humana coletiva atrás de si. No entanto, toda vez que é reconhecido, ele se enfraquece."

Eckhart Tolle

4 comentários:

C. disse...

Amei!! Muito verdadeiro!!

Estou voltando à ativa hj. Depois do fim de semana na casa da minha mãe, fiquei péssima de gripe. Ou seja, quase uma semana sem net. Não esqueci do seu e-mail. Já li e vou escrever com carinho!!

Beijos

Calvin disse...

Ai ai...
Mas são tantos os EUs, são tantas as vozes né?
Que se confundem...
Pedem cautela...
Pedem ousadia...
Pedem coragem...
Dizem que vai dar errado...
As vezes é tão difícil decidir né?
Escolher qual voz escutar.. Ter segurança...
Vc já consegue fazer isso? Escolher... Se ouvir... Perceber o ego cego?
GRANDE ABRAÇO!

Cristina Jorge disse...

Muito interessante....:)

Felicidades

http://tratamentodadepressao.org/

alysondaas disse...

oi people!

meus amores que saudade de vcs!!!

mais tarde vou visita-los no seus blogs!!!

bjoka