16 novembro 2010

ABORRECENTES?

Foi e é preciso muita coragem, ou desespero, para eu ser o que sou ao invés daquilo que a sociedade me induziu. Levei muito tempo e muito trabalho para me livrar daquelas pessoas que criei para que elas não assustassem os outros, porque quando um vislumbre de mim aparecia logo ouvia: "não fale isso perto de fulana!; essa sua opinião é muito radical; você não deveria ser assim!" e via pessoas importantes para mim me negando, anulando a minha natureza! Me fazendo duvidar até mesmo do mal estar que sentia da depressão, rotulando-o de frescura!
Logo, para ser aceita, percebi que teria que ser alguem que eu não era, assim comecei a criar vários papéis que tinham como diretores a insegurança, insegurança de simplesmente ser eu!
Eu me perdi de mim nessa busca insana pela aceitação, porque sempre me senti um peixe fora d´água no nosso belo planeta, e eu queria apenas nadar! Diante da anulação de mim por terceiros, que sufocaram meus potenciais, porque aos olhos da maioria não eram potenciais, apenas obstáculos ao meu "sucesso", a depressão me consumiu tanto que tentei me matar, mas já estava morta!
E hoje acredito em mim. Hoje somente uma opinião realmente me importa: a minha! E antigamente jamais diria isso, pois pareceria arrogante e até ignorante aos olhos dos outros, olhos que me incentivaram a ser o que eu não era.
Portanto aqueles que podem ajudar de certa forma uma criança ou adolescente, incentive seus potenciais! Se informe! Páre de encher o adolescente dizendo que eles são aborrecentes, porque eles estão passando por uma mudança hormonal e emocional gigantesca e só precisam de apoio e carinho.
Há diversos tipos de inteligência e pessoas, incentive aquele ser que está ali a ser simplesmente ele, que sucesso, dinheiro e tudo o mais vem, caso contrário o que virá, bem sucedido, é pânico, depressão e suicídio!

3 comentários:

LuZ disse...

A criança e principalmente o adolescente (que se encontra numa fase delicada e sensivel), esperam sempre um retorno dos pais, dos adultos, para se construir, para ter referência, para saber se podem ser o que são... se eles crescem ouvindo que não deveriam ser o que são, e vão sendo aos poucos podados, eles tentarão ser o que esperam que eles sejam, mas isso conduz a viver de uma maneira tão trabalhosa e dolorosa, que uma hora a ruptura é necessaria e inevitavel...para se ser o que é!
Adorei!
beijos minha flor

I.D. disse...

Bem legal esse texto...também passei por isso e ainda passo...sempre juro que nunca mais, mas acabo falando o que penso e lá vem bomba...rs....mas hoje tenho certeza que estamos rodeadas de pessoas que não tem a menor idéia de nada ,a maioria é ignorante mesmo, dai fica com essas conversas bobas de dizer para os outros mudarem...enfim, so devo prestar contas a mim mesma!
beijos

Alyson Daas disse...

hahahah!!!
é bem isso: fala-se o que pensa e alguem t explode!

mas qdo a gente se conecta com a gente mesma as explosoes não nos atingem mais!

adorei o comentario ID!

bjoka