06 outubro 2010

CONFIE E COMA MENOS!

 Sempre vivi na busca, principalmente na busca da cura da depressão, na busca de ao menos melhorar um poquinhozinho do seu mal estar. Na minha busca não precisei ir para India conhecer gurus e aprender técnicas de meditação, na minha busca a internet foi meu meio de transporte para chegar a conhecer culturas milenares e figuras inspiradoras que muito me ensinaram a organizar meu caminho.
E foi somente depois que adotei outro estilo de vida tão diferente do qual estava acostumada que comecei a melhorar.

Relutava muito, pois mudar velhos habitos, habitos enraizados é dificil demais!
O mais dificil no momento tem sido a relação com a comida: a gula excessiva e o excesso de açucar. Quando penso que consegui melhorar la estou eu encostada no balcão da doceria devorando uma torta de morango com chocolate (divina por sinal), um brigadeiro tamanho familia, um pedaço de bolo com um cappuccino para finalizar, mas ao menos o cappuccino eu nao adoço. Ou quando chego nos meus avós aquela meia lata de leite condensado que está há uma semana descansando na geladeira, morre! Junto com o chocolate no armário e as bolachinhas que eu nem gosto! Mas como! Como tudo, como se nesse ataque alimenticio a ansiedade fosse ser aplacada pelo prazer fugaz, a ansiedade por nao ter controle total e estar a mercê de confiar... Mas confiar em que? Na VIDA...
É fácil não, mas sei que quando aprender a confiar a compulsão acabará... Até lá vou conversando com minha cachola: "se continuar assim Dona, ficaremos uma bola!"

5 comentários:

Carina disse...

Minha dureza é que eu já fiquei uma bola. Vivo a mesma coisa. Maldita idéia de associarem a comida aos fatos da vida. Casamento? Tem comida. Aniversário? Tem comida. Natal? Tem muuuuita comida. Sem falar no ALMOÇO de domingo. É aí que nossa relação errada com a comida nasce e se expande... Está ansiosa? Tem doce. Está triste? Tem doce. Mal humor? Tem doce.

Ontem meus cães ficaram em jejum. Desde que comecei a dar Alimentação natural pra eles, aprendi que um dia por semana de jejum até lhes faz bem. Aproveitei a correria e escolhi o dia de ontem. Continuaram felizes e brincalhões como sempre. Ai se fosse eu... Estaria batendo a cabeça na parede de tanto mau humor...

Um dia a gente aprende a se relacionar corretamente com a comida. Enquanto isso, vou curtindo a torta de morango com chocolate... ;)

Beijão!!

Wally elsissy disse...

Eu também estou sofrendo muito com a compulsão que piorou bastante recentemente...

Se um dia consigo me conter, no outro a compulsão vem em dobro =/

Quem faz as postagens: disse...

ai gente vcs nem sabem como me faz bem ouvir isso! hahaha nao que eu ache legal vcs terem compulsão tb, mas ter tanta cosnciencia da minha mente biruta e nao conseguir me controlar é fogo! sabendo isso de vcs sinto um certo conforto.
e é foda mesmo, pq a sociedade é compulsiva...
antes tava conseguindo fazer a desintoxicação e ficava tb em jejum de vez em qdo, e tava comendo direitinho, mas foi so passar pelo atendimento punk que a compulsão voltou. paciencia...
e vamos que vamos!
bjoka

Carina disse...

Sabe, Ana... eu vivo no "cada coisa no seu tempo". Agora, para mim, ainda não é tempo de pensar na compulsão. Já melhorei muita coisa, mas ainda tenho outras prioridades. Se quisermos resolver tudo dessas mentes birutas ao mesmo tempo, aí q a gente enlouquece, mesmo!!

Beijão!

Quem faz as postagens: disse...

é mesmo ca!

minha ficha nesse sentido tb caiu!
sabia mulher vc!

bjoka