08 maio 2012

RIVOTRIL - a droga do momento!

O Brasil é o campeão no consumo de Rivotril, seu princípio ativo chama clonazepam. Um remédio tarja preta que muitos "normais" usam para aplacar os efeitos do lado menos gostoso da vida: tristeza, ansiedade, conflitos, o cumprimento de prazos que acabam por causar insônia... 

Ouso apostar que o fato de sermos a nação Rivotril é devido a nossa cultura que cultua o "bobo alegre": "ria de tudo! Leve a vida na leveza" - nem que para isso você tenha que se drogar! Mas jamais seja humano a ponto de encarar que a tristeza faz parte da vida, ela é o o outro lado da alegria, assim como a ansiedade é o outro lado da calmaria, e assim como uma moeda é feita de"cara e coroa", todos os sentimentos e sensações tem seu oposto e não querer lidar com ambos é fuga da vida! 

A natureza tem muito a ensinar, daí o ditado: "depois da tempestade a calmaria", mas os bobos alegres preferem ir contra a natureza e nessa acabam por causar mais danos, já que Rivotril vicia e pode piorar o quadro de quem o procurou em primeiro lugar! Você não dormia e foi tomar Rivotril; se vicia e aí na retirada do remédio tem crises que podem te fazer ser internado! Com a abstinência você pode vir a ter delírios, depressão, apatia, entre outros sintomas, e olha que você só buscou o Rivotril para ter paz e acabou por causar uma guerra!

Se a insônia e ansiedade estão aí é porque elas tem motivos! Mascarar os sintomas só vai fazer com que as causas desse mal estar continuem a te influenciar cada vez mais do seu inconsciente, lá do porãozinho onde você guardou seus traumas, dores e desgostos!

E se você tem um transtorno mental ele também apareceu por algum motivo, e você só saberá lidar com ele e com você mesmo depois que for a fundo no autoconhecimento! 

Dá trabalho, mais fácil tomar Rivotril... Será?  "Cerca de 80% das pessoas que usam benzodiazepínicos ficam dependentes em 2 ou 3 meses de uso", diz Anthony Wong, diretor do Centro de Assistência Toxicológica do Hospital das Clínicas, de São Paulo. "E a maioria tem síndrome de abstinência se o remédio for tirado de uma hora para outra." - Revista Superinteressante

Nos EUA já há casos de pacientes processando médicos por receitarem esse remédio que os brazucas amam!

Se informe antes de tomar qualquer medicamento, não é porque seu médico receitou que é seguro! Muitos médicos estão mal informados sobre os psicotrópicos, pior, sobre o que é ser Ser Humano - mente, corpo e Ser. 

Busque profissionais atualizados, adeptos da medicina integrativa, leia sobre o assunto!

Como um médico irá prescrever Yoga e técnicas de meditação, relaxamento e respiração se ele mesmo nunca experimentou nada disso? Óbvio que ele prescreverá a droga, que ele mesmo talvez nunca tome, ou  quem sabe já está viciado nela!

Eu melhorei dos sintomas desse transtorno mental que me acompanha desde criança graças a combinação de tratamentos, incluindo Yoga e meditação! Acabei com a síndrome de pânico usando técnicas respiratórias do Yoga. É hora de encontrar um novo modo de vida! Mais saudável! 

Basta você querer e se dedicar! Se informe!

Foto 1: Reprodução
Foto 3: Guilherme Penteado Serra

Texto: Ana Maria Saad




22 comentários:

®ick disse...

... e qualquer médico receita, até dermatologista....

®ick disse...

olhar pra dentro não é fácil, então vamos nos entorpecer legalmente, com drogas lícitas,,, Sou super a favor dos remédios, mas a "over prescription" é um mal do Brasil e MATA muita gente.
Há que se ter bom senso, minha gente. E não é porque o cara é médico que ele sempre tem bom senso. Se você acha que seu médico tá exagerando na caneta e prescrevendo remédio demais diga pra ele que vc não está confortável com isso. Se ele nem te der atenção, te tratar como um idiota e continuar receitando do mesmo jeito, MUDE DE MÉDICO. Bjs

Vini disse...

Eu não fico sem, Ana. Por mais viciado que eu seja, que ande com ele na carteira e tal, preciso mesmo. Não é só o vício. O cabra tem direito de dormir, de ficar calmo quando necessário.
Claro, existem outras formas. Mas quando o problema ainda é muito grande pra se lidar eu ainda recomendo. E aviso, vai viciar. É melhor ter certeza de que o problema é bem maior do que você (por enquanto).

Vini disse...

Recomendo se o problema for maior do que se pode aguentar no momento.

Vini disse...

Eu não fico sem, Ana. Por mais viciado que eu seja, que ande com ele na carteira e tal, preciso mesmo. Não é só o vício. O cabra tem direito de dormir, de ficar calmo quando necessário.
Claro, existem outras formas. Mas quando o problema ainda é muito grande pra se lidar eu ainda recomendo. E aviso, vai viciar. É melhor ter certeza de que o problema é bem maior do que você (por enquanto).

Anônimo disse...

Discordo da sua publicação. Nem todo mundo toma Rivotril pq é o caminho mais fácil. Assim, como outros remédios da classe ele é usado quando há indicação médica e por tempo determinado. Se vc conseguiu curar seu pânico com Yoga, parabéns, mas muito provavelmente vc desconheça transtornos mentais mais graves que necessitem de tratamentos mais "agressivos". Já fui usuária de rivotril, já pratiquei meditação e atualmente utilizo outras medicações. Em nenhum momento fiquei isenta de calmaria, tristeza e muito menos já quis ser uma BOBA ALEGRE!

AMS disse...

Olá Ana, conheci seu blog hj pela manhã e não consegui parar de ler e ver depoimentos sobre o assunto. Também sou depressiva. Tudo começou na faculdade, em 2000 e fui tratada por 3 anos... passei um tempo bem e há 2 anos tive uma recaida com transtorno de ansiedade generalizada associada a síndrome do pânico. Me identifiquei muito com vários depoimentos que vi e acho que seria interessante achar pessoas aqui onde moro para criar um grupo de apoio entre nós mesmos.. pensei nisso como uma forma de conseguir me aproximar das pessoas, ter amigos e manter amigos, coisa que tem sido muito difícil pra mim... Vc entende... essa dificuldade de me aceitar como sou, de me ver como pessoa, de olhar que tenho uma vida de verdade e não de aparência tem me consumido por inteira... minha vida se resumiu ao meu trabalho (qdo consigo ir) e todo o tempo de folga estou em meu quarto sozinha, lendo coisas a respeito disso ou num bar bebendo sozinha também. Queria muito poder compartilhar isso que sinto, que me corrói. Queria ser diferente, luto por isso, não me aceito de jeito nenhum e não há terapia que mude isso. Me afasto das pessoas que gosto,que amo.. não aceito ajuda... não sei pq mas quero resolver tudo sozinha e as vezes vejo que não dá. Mas agora tirei todo mundo da minha vida, e há um ano morando aqui em BH tudo e todos o que conquistei eu me afastei, por insegurança. Faço tratamento com remédios e terapia, mas sabemos que isso não é suficiente, não é? Sinto-me mais normal no seu blog, mas ainda estou deslocada do mundo inteiro...

Ana Maria Saad disse...

anonimo q discorda,
antes de vc afimrar cetas coisas procure saber do que fala!
meu quadro psiquiatrico era gravissimo! falo pela minha experiencia, de quem se curou sem remedio, pq durante os 5 anos de tratamento com psicotropicos apenas piorei ja q meu diagnostico foi feito de forma errada. isso me levou a buscar alternativas fora dos medicamentos e descobri q existe uma industria farmaceutica por tras disso, lucrando bilhoes, onde sua vida, a minha e a de ninguem vale nada... se vc se interessar conheça esse site de uma ong q fica de olho nesses abusos da industria farmaceutica com relalação aos psicotropicos e vc sabera aquilo q nao é publicado pq nao convem ao lucro! http://br.cchr.org/
cada um sabe o proprio caminho da cura, o q é melhor pra si. eu apenas me expresso e compartilho minha experiencia, pq hj tem mais de 1 ano q estou sem sintoma algum depois de usar tecnicas nao apenas para abrandar os sintomas, mas para me conhecer a fundo, ir nas causas! saber o q sou eu, pq minha mente embirutou, como coloca-la a meu serviço e nao ser levada por ela... melhorei pq fui mto a fundo no que é ser ser humano, no funcionamento corporal, mental... e sim é mto mais trabalhoso!
mas talvez isso ajude outras pessoas que querem essa aventura da jornada interior acompanhados por terapeutas e tecnicas cientificamente comprovadas ou q nao causam danos!
bom, uma coisa é certa: somos apenas sintomas de uma sociedade doente.
sociedade onde 1 bilhao de pessoas passam fome enqto 1/3 da comida é desperdiçada... a sociedade é insana!
dai a importancia de se conhecer e se conectar consigo mesmo!
remedios podem ser uteis num primeiro momento, mas eles nao resolvem.
bjoka

Ana Maria Saad disse...

ams
vc ta no seu caminho!
é isso: conhecer outros q passaram por isso e melhoraram, conhecer sobre as doenças, conversar com quem t entende!
esse processo vai t ajudar a se aceitar! a ideia do grupo é otima!
se vc estiver em sp aqui tem varios. tem os neuroticos anonimos tb em varias partes do BR! se informe! visite a nossa ong q tem varias dicas http://www.pensamentosfilmados.com.br/br/servicos-que-podem-te-ajudar/:
aceitar a doença! nao é facil nao, mas e mto bom!!!!
tome seu tempo... va com calma, leia sobre as doenças, va a fundo em vc! essas doenças querem t dizer algo, elas sao verdadeiras mestras se bem aproveitadas!
sao despertadores pra gente acordar! mas acordar, é dificil mesmo, é doloroso! sabe qdo ta chovendo, o despertador toca, sao 6 da manha e vc diz: putz nao quero...
essas doenças fazem isso com a gente: descobrir o que é ser ser humano, o funcionamento mental, e mais: descobrir q assim como temos maos nao somos as maos, temos uma mente biruta, mas nao somos essa mente biruta... qdo vc for alem dela, vai melhorar! mas o processo é longo!
bjoka

Ana Maria Saad disse...

vini,
as normoses sociais sao terriveis!
dizem q é normal tomar ansiolitico pra dormir... claro a society precisa de vc funcionando como robozinho...
precisa de vc consumidor...
por isso q sao raros os profissionais q ensinam tecnicas de relaxamento, yoga, respiratorio...
num primeiro momento o psicotropico mtas vezes é necessario sim, mas e depois?
eles ajudam a abrandar os sintomas pra q depois vc va nas causas! e as causas doem mto! e esse despertar é um processo dolorosissimo mesmo, mas aí a escolha é sua se vc quer ou nao... se vc nao dorme existe um motivo! se seu cerebro pifou algo disparou esse mau funcionamento dele...
o q foi? quais as causas?
estao na sua mente, no modo dela funcionar, nos condicionamentos sociais, familiares, culturais, em tudo aquilo q t afastou de vc mesmo! ta na sua mente! essa estrutura poderosa e tao ignorada...
vivemos em uma sociedade insana e esquizofrenica e a menos q cada um va pra dentro e se conheça a fundo, os remedios serao cada vez mais necessarios...
descubra o q é ser vc mesmo! o que é ser ser humano! essas doenças da cachola nos dao essa chance! e é maravilhosa!
bjoka

Ana Maria Saad disse...

vini,
as normoses sociais sao terriveis!
dizem q é normal tomar ansiolitico pra dormir... claro a society precisa de vc funcionando como robozinho...
precisa de vc consumidor...
por isso q sao raros os profissionais q ensinam tecnicas de relaxamento, yoga, respiratorio...
num primeiro momento o psicotropico mtas vezes é necessario sim, mas e depois?
eles ajudam a abrandar os sintomas pra q depois vc va nas causas! e as causas doem mto! e esse despertar é um processo dolorosissimo mesmo, mas aí a escolha é sua se vc quer ou nao... se vc nao dorme existe um motivo! se seu cerebro pifou algo disparou esse mau funcionamento dele...
o q foi? quais as causas?
estao na sua mente, no modo dela funcionar, nos condicionamentos sociais, familiares, culturais, em tudo aquilo q t afastou de vc mesmo! ta na sua mente! essa estrutura poderosa e tao ignorada...
vivemos em uma sociedade insana e esquizofrenica e a menos q cada um va pra dentro e se conheça a fundo, os remedios serao cada vez mais necessarios...
descubra o q é ser vc mesmo! o que é ser ser humano! essas doenças da cachola nos dao essa chance! e é maravilhosa!
bjoka

Anônimo disse...

Bem interessante o blog.
Eu sempre tentei evitar medicamentos.Não dá mais. Preciso acordar cedo todos os dias e sem dormir não vejo alternativa.
Estou tomando por conta própria "Lexotan".
Não que antes não tivesse tentado outros caminhos, mas minha mente é por demais ativa. Simples : Penso demais.
Passei a vida aguentando e com uma péssima qualidade de vida pela falta de sono. Aguentei enquanto pude, mas a idade chegou e a falta de sono pode se tornar perigosa. Meu físico não aguenta mais a privação do sono.
Acho que há casos e casos. Sei que vou me dar mal, mas que alternativa?
Eu sou o tipo que nunca , em momento algum, qualquer "remédio altenativo", qualquer técnica de relaxamento , etc. funcionou.
Nunca fui o tipo que teve sequer um soninho por ter tomado qualquer medicamento que comumente causa essa reação na maior parte das pessoas.
Chazinhos e afins, sem chance.
Enfim, sem saída.
Sou depressivo , desconfio que seja genético. Um psiquiatra me disse há muitos anos atrás. Acho que ele tinha razão. MAs jamais fiz tratamento intensivo. Tomei poucos medicamentos e depois os tirei por conta própria. Passei anos e anos aguentando tudo.
Agora, conforme explicado, cheguei no limite. Preciso dormir.

Juliana Romão disse...

Olá pessoal,eu tomo reconter 10mg e rivotril 0,5 toda manhã,eu tenho pânico e Tag,fiz tratamento por uns meses e parei,depois tudo voltou muito forte e passei muito mal.O meu neurologista é muito bacana e joga as claras,ele é contra o uso do rivotril,mas nesse momento é necessário pelo meu estado.A descontinuação repentina dos medicamentos causa abstinência,e meu médico disse que aos poucos vai reduzindo os remédios até ficar bem de verdade.A meditação,yoga e Deus são fortes aliados ao tratamento e com certeza ajudarão e muito,e depois de deixar de tomar os medicamentos manter essas atividades que só traz benefícios,e atividade física melhor ainda!!!Um forte abraço a todos!!!!

F.B disse...

secretamelancolia.blogspot.com.br

Ana Maria Saad disse...

juliana, é isso aí!

as vezes o remedio é necessario sim para amenizar os sintomas e aí a pessoa ter disposição pra ir a fundo em si! nas causas da doença! se a pessoa é acompanhada por um bom psiquiatra e faz terapias diversas e esta disposta a melhorar, os remedios sao aliados e nao inimigos!
bjoka

Ana Maria Saad disse...

anonimo,
qq doença tem fator genetico sim, mas ja ha estudos confiaveis q comprovam q ao contrario do pensamento convencional, o q dispara aquele gene doente é o ambiente! isso se chama epigenetica.
e sem mergulhar em si nao ha milagre q ajude a melhorar!
a questão é: vc quer mesmo melhorar? quer se transformar? ou apenas quer um paliativo q t ajude a continuar indo...

Anônimo disse...

Curou crise de pânico com Yoga e respiração? Pode falar mais sobre isso?
Consegue reverter as crises mesmo naquela fase que parece que vamos ter um infarto e morrer?

Anônimo disse...

hoje eu perguntei ao meu psiquiatra se o rivotril vicia e ele se engasgou. literalmente.

Anônimo disse...

Olha eu ja tomei rivotril e acho que se vc pegar um 38 e der um tiro na cabeça é menos pior do que tomar rivotril um tiro vai te matar mais depressa!!!!! rivotril uma dose de morte vinda direta do inferno para quem o tomar te garanto que a sua ansiedade não vai te matar!!Pelo menos naum tão rapido quanto rivotril!!!!!

Anônimo disse...

Assim até parece fácil, é aquele pensamento que as pessoas têm de que a gente é "assim" porque a gente quer! Tenho fobia social, nunca tomei remédios contra isso, mas também sei que é quase impossível controlar os sintomas por pura força de vontade minha. Eu acho que não se deve tomar remédios pra "curar" qualquer sentimento desagradável como tristeza, nervosismo insônia, etc, mas acho aceitável em casos de doenças como síndrome do pânico, fobia social e outros que não são normais, não fazem parte do dia a dia. É claro que esses remédios trazem danos e dependência, mas se for colocar na balança é bem pior conviver com a angústia de uma fobia que te impede de levar uma vida normal; sair estudar, trabalhar, enfim, VIVER!

Anônimo disse...

Oi gente, tomo medicamentos há 8 anos, não sei se poderia estar sem, mais as crises que tive foram muito intensas e horríveis, quero parar, pois quero engravidar, mais gostaria, se alguém soubesse que tipo de terapia devo procurar para iniciar um desmame? Sempre fui trocando de médico em médico por ter uma vida inestável. Moro em Natal-RN e não vejo nenhum grupo de apoio aqui. Tentei um desmame por conta própria e foi horrível, fui diagnosticada com síndrome do pânico, após isso com ansiedade generalizada, mais as depressões são frequentes e sempre tenho algo como TOC de vez em quando, ás vezes me desespero, choro, não sei o que fazer e as medicinas alternativas são muito caras. Alguém pode me dar uma dica, um conselho por favor?

sharoon nettson disse...

Eu tomei rivotril durante oito meses, nenhum medicamento, ou ficar olhando pro buda e contorcendo no chao fazendo ioga, nada disso me ajudou, ja o rivotril sim ja jem me lembrava como era olhar as pessoas sem querer dar um tiro de tanto odio, mas obviamente fiz uso de varios remedios de todas as cores possiveis de tarjas, sempre com a terapia junto. Eu nao acredito em ficar falando que tem que meditar e ect....acho que cada pessoa tem que batalhar para descobrir o que lhe faz bem. Se minha ansiedade fosse classificada em escala de um a dez eu provelmente seria um nove. E facil falar que a droga faz mal o dificil e lembrar que vc depressivo, pensando em diferentes formas, metodos de suicidio, tem que chegar em casa e aguentar mais problemas, sai na rua e so ve desgraca, eu acho que wntes um viciado que na cabeca dele ta feliz, do que uma pessoa que tem um ataque nervoso e sai atirando na rua.