15 outubro 2011

SUICÍDIO NÃO É SÓ MORRER!

Recebi um comentário esta semana em uma postagem, a carta de despedida que está logo abaixo e mexeu comigo, lembrei da série "House", que tem aquele médico que quer a todo custo ser bem sucedido desvendando as doenças e salvando a vida de seus pacientes.
Quando a pessoa está com uma doença visível então todos fazem de tudo para salvá-la, e quando os médicos já não podem fazer mais nada, então quer dizer que realmente a inevitável morte chegou.
Mas e quando esse doente não recebe cuidados como deveria e acaba ele mesmo adiantando  a chegada da Dona Morte? Uma pessoa que está em um corpo saudável, mas já não aguenta mais porque sua mutilação interna é tamanha, que a falência de si mesmo é decretada: não tem como viver com esse mal estar!
Um mal estar causado por doenças que ainda são negligenciadas por toda a sociedade, inclusive pelos próprios Houses que perambulam pelos hospitais, porque são doenças que desafiam a atual situação em que vivemos, o tal status quo.
São doenças que a maioria prefere acreditar que são curadas apenas com os remedinhos alopáticos enfiados goela abaixo pela indústria farmacêutica, que seduz os próprios médicos -  muitos doentes também como Dr. House que nem sabem o que é a medicina integrativa ou quando sabem a refutam por puro preconceito e teimosia - preferindo se deixar levar por algumas pesquisas distorcidas pela industria farmaceutica, que quer a todo custo provar que somos apenas uma máquina: basta o óleo certo que desenferrujamos!
Não somos apenas máquinas! Somos um conjunto de corpos! Físico, mental, emocional... As relações influenciam na nossa saúde, o ambiente em que vivemos, o modo como fomos criados - a criança só se tornará um adulto completamente saudável e maduro emocionalmente se ela for respeitada, apreciada e crescer em um ambiente seguro, ou seja, nossa society é formada pela maioria desequilibrada, mesmo sem estar consciente desse desequilibrio - Dr. Houses doentes formam a society, sem obviamente a genialidade do personagem!
E mesmo assim essa society doente não quer falra no assunto! 
Fico triste sim, do mundo perder uma vida porque aquele ser humano simplesmente não achou saída para seu sofrimento interno.
Fico triste porque os normalóides contribuem pra esse modo de vida mecânico, já que eles não tem a consciência desperta: não refletem sobre o modo de vida, não se desafiam a pensar diferente, a enfrentar o medo que é implantado em todos nós pra que vivamos roboticamente, não se observam ao longo de dia para perceber como esta o próprio corpo, os pensamentos... Se esquecem que a morte chega a qualquer momento! Aliás está na hora de fazermos as pazes com essa realidade da vida, se lembrássemos a cada meia hora que poderíamos morrer a qualquer momento viveríamos mais humanamente, pois ao negar o fato super humano como a morte, nos robotizamos...
Fico triste porque eles fazem campanhas que vão do nada para lugar algum nos Facebooks da vida somente para aplacar a própria consciência, quando poderiam juntar forças com causas que de fato fazem algo, como a nossa, já que estamos aqui tentando a todo custo conseguir verba pra poder dar continuidade ao trabalho do Instituto Pensamentos Filmados (www.pensamentosfilmados.com.br) para que vidas sejam salvas não somente para a pessoa sobreviver - vivendo mal ou sendo normalóide insconsciente - mas para que essa vida salva possa  dar vida a esse novo ser, a esse novo Homem, que contribui para o refinamento da nossa espécie...
Uma pena, só espero que a gente encontre pessoas que assim como nós acreditam que podemos (re)educar a sociedade sobre os transtornos de humor e seus varios tratamentos possiveis!

O comentário da internauta que resultou nesse post que escrevi:


(MINHA CARTA DE DESPEDIDA)

"Levantei o rosto: havia sol
Com um pulo, sentei no parapeito da janela.
Olhei ao longe: havia mar.
Com um suspiro, respirei a solidão.
Olhei pra baixo: havia vão.
Com um silêncio, desvendou todo vazio.
Abrir os meus olhos: havia ar.
Com um impulso, penetrei num labirinto inaudível, espatifando sonhos..
 tudo se acabou...a vida o ar!... o que mim resta!?...
o silêncio vai revelar...
são últimas palavras.Que tenho a relatar...
mim perdei....
eu amo vcS!!!
ass:mulher 26 anos...RJ 2011" 



15 comentários:

Daniel Ribeiro (aka DanielBR or ferion11) disse...

Você fica triste com isso!? Você não viu nada ainda. Triste mesmo você vai ficar quando descobrir que nossa sociedade está literalmente matando esse tipo de pessoas, e não só deixando morrer. Eu chamo de seleção natural do mais forte (No caso, pessoas ruins, desonestas, trapaceiras e por ai vai). Basta ver um pouco de jornal (pelo menos os quê não são maquiados) para ver onde pessoas boas e honestas estão indo parar. Basta ver alguns episódios de "A liga" na band (como os da prostituição infantil, dentre outros) para ver como é a tendência dessa sociedade.

Como não quero ficar repetindo aqui o quê já comentei em outro blog, passarei a referência:
http://estudossobresuicidio.blogspot.com

Espero que a dona desse outro blog esteja bem, pois me parece ter sumido depois que comecei a comentar lá. Aliás, se eu estiver incomodando basta dar um toque.

[]s
Daniel
Iniciar contato por (evitando spam, o resto é por email):
http://kontactr.com/user/dados.linux

Anônimo disse...

Uma pessoa que passa pela depressão uma vez, depois que sai, não pensa em passar de novo! Acho que se for para passar por problemas de novo. A melhor coisa é se dopar. E cada um faz isso da forma que achar melhor. Quando eu tive depressão tomava 5 remédios por dia. E por isso.. aqui em casa tem muitos remédios (uns 7 tipos diferentes) um de tarja preta e todos os outros são remédios controlados. Tenho muitas caixas fechadas aqui. Muitas mesmo. A solução que eu vejo agora, a saída para a minha vida.. e começar a me dopar. e eu tenho uma vantagem. se eu tomar anti depressivo puro, fico bipolar!! logo.. fico super feliz, danço, canto... e para mim, quem passa por depressão uma vez, não tem vontade de passar nunca mais. espero que toda essa sensação de caos passe. faço terapia... mas o que adiantaria é arranjar um emprego, fazer cursos e passear, viajar, fazer compras. Se eu não faço isso. qual a graça ficar aqui na terra?
me explica por favor. Se conseguir me explicar... eu não faço o que to pensando em fazer. tomar 3 comprimidos por dia de cada remédio. tudo junto.

Daniel Ribeiro (aka DanielBR or ferion11) disse...

Amigo do comentário anterior,
O objetivo da vida é viver! O problema é que as pessoas não estão aprendendo como fazer isso.

"Arranjar um emprego, fazer cursos e passear, viajar, fazer compras" e por ai vai, não é viver. São simplesmente ferramentas que deveriam ajudar a viver. NO máximo o quê o povo chama de viver hoje em dia, eu chamo de distração (passa tempo). Buscar passa tempos só vai fazer você perder tempo (é útil para descansar mais rápido, ótima ferramenta, mas não é viver).

O negócio é aprender a viver! Tem muitas coisas que faria o mais pessimista, o mais fracassado, o mais depressivo e por ai vai, dar pulos de alegria (e uma alegria verdadeira, não é aquela como quando você rir de uma piada não!).

Quando uma pessoa vai fazer um treinamento para se tornar um ninja (de verdade e não aqueles da tv), a primeira coisa a ser ensinada é reconhecer a Ilusão. A Ilusão em questão é algo que vai tentar de tudo para te esconder coisas que estão na sua frente. Sem perceber a Ilusão, você não vai conseguir ver muito além do quê você já está vendo. Portanto é um ótimo começo. Ver além e tentar obter o quê quase ninguém está vendo. Não vou dizer mais nada pois você terá que ver por conta própria, ou a Ilusão vai vir e te convencer que isso simplesmente não existe.

Ana Maria Saad disse...

oi daniel,
vc nao ta incomodando nao, o q me incomoda é gente mal educada e falta de respeito e vc nao se comportou assim aq!
qto a nossa sociedade normaloidica, ela é doente assim mesmo, ja descobri isso ha mto tempo...
alias uma frase q me ajudou imensamente a entender meu sentimento para com a dona society foi aquela em que Krishnamurti diz: "Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente",e entao foi qdo percebi q eu como individuo posso sim ser livre e feliz, posso estar na society e nao fazer parte dela! posso colocar o foco onde ha pessoas despertas trabalhando pelo refinamento de si mesmas, despertando a propria consciencia ao inves de focar nesses shows jornalisticos que apenas abordam assuntos tao complexos de modo superficial... a natureza humana é mto bacana o que bagunçou tdo foi o modo como a sociedade se estruturou, em bases mto equivocadas, e uma vez q a gente acorda pra isso percebe q tdo esta em constante transformação!
mas mesmo assim como sou apenas uma ser humano fico triste sim qdo vejo pessoas desistindo de si mesmas, pq nao tem apoio! pq em primeiro lugar foram geradas por pais e maes q jamais deveriam ter tido filhos! pq ninguem em volta estende a mao... e ainda bem q fico triste, pois isso me mostra que sou ser humano: eu sinto! bjoka

Ana Maria Saad disse...

gostei do q escreveu daniel!
mas gosto sempre de apontar caminhos, pois qdo a gente ta mal pra caramba por conta da depressão ja é dificil tomar banho quem dira raciocinar e a pergunta pratica tem q ser feita: "ta mas como eu faço isso? como eu me livro das ilusões? como aprendo a viver?"
e é aí que entra a medicina integrativa com suas tecnicas q praticas q visam a qualidae d evida e bem estar, o auto conhecimento, o despertar a propria consciencia e deixar de ser mais um boizinho no meio da boiada! alias acredito que a depressão qdo bem aproveitada serve pra isso: despertar o gado!
bjoka

Daniel Ribeiro (aka DanielBR or ferion11) disse...

Obrigado, Ana! Me vejo como um cara velho com costumes antigos (mesmo sendo novo, é meu estilo natural, mesmo quando era criança agia assim), e as vezes pessoas velhas incomodam, por isso gosto de perguntar para ter certeza.

A própria sociedade escondes várias escuridões que muitos não conseguem ver ou apenas ignoraram. Mas eu também não gosto de ficar olhando para elas. Isso porquê sabemos que os olhos, de fato, são as "janelas da alma", ou seja, se você ficar vendo muita escuridão ele vai se tornando escuro também, por isso devemos ver coisas alegres e felizes mesmo que não nos agrade de inicio (isso me fez viciar um pouco em alguns jogos e animes japoneses, são boas influências).

Bom, o básico é conseguir perceber a ilusão e tentar fazer alguma coisa a respeito. Muitos nem se perguntam o porquê deles conseguirem ler jornais, legendas de filmes, mas quando vão ler livros como a Bíblia sagrada acontece algo misterioso (a Ilusão é uma delas) que os impede de fazê-lo normalmente. Esse livro é mágico, faz as pessoas mudarem de atitudes; só de ouvirem aparece uma atitude apática com respostas como "ah! vou ler então..." de uma maneira desanimada e apática; nenhum outro livro que conheço causa reações como essa mesmo sem nem abri-lo (na verdade outros livro causam animação e vontade de ler). E poucos percebem o quê está acontecendo de fato.

Não que a Ilusão seja algo ruim ou bom. Ela pode ser usada para não ficarmos vendo escuridão e assim cuidarmos melhor de nossas almas. Tem alguém que disse que o sentido da vida é cultivar a alma (o quê é algo bom, mas é bom usarmos ela também). Então, você não se livra da Ilusão, e sim percebe ela e administra as coisas.

Vale lembrar que as técnicas que você disse são apenas ferramentas, não são a solução. Pois ter um corpo, uma mente e uma alma saudável é fundamental (escuto isso direto em animes e mangas). Mas isso não vai garantir a felicidade, ainda terão coisas ocultas que você irar querer mesmo sem saber que elas existem (aquela sensação que falta alguma coisa; e está certa, realmente falta alguma coisa!).

O certo é a pessoa conseguir alcançar por conta própria, mas se alguém chegar a se esclarecer, perceber a Ilusão, cuidar de si mesmo (mente, corpo e alma) e mesmo assim não conseguir a felicidade que deseja ou querer uma felicidade melhor; ai nesse caso, posso ajudar muito explicando certas coisas que não quero dizer aqui pois é muito fácil da Ilusão encobrir (e ela faz um bom trabalho). Lembre que palavras, escritas e falas possuem muito poder e devemos tomar cuidado com elas.

[]s
Daniel
Iniciar contato por (evitando spam, o resto é por email):
http://kontactr.com/user/dados.linux

Ana Maria Saad disse...

daniel,
pra mim a felicidade é mto subjetiva. cada um tem sua maneira de ser feliz, assim como cada um tem suas ilusões. pra mim tdo é mais simples: pra percebermos as ilusoes basta estarmos atentos e alertas, conscientes das nossas mentes q pregam peças e sao por natureza duais (bom e mau, odio e amor, triste e alegre) e negativa, qdo percebemos q nao somos a mente tdo se transforma.e pra isso a meditação ajuda, as meditações ativas ajudam tb a limpar os condicionamentos familiares, sociais, o excesso de intelectualismos, pra podermos perceber os padrões mentais e irmos alem deles. pra mim felicidade é esse processo de me descobrir eme transformar! e digo q sou mto feliz mesmo com meus historico, mesmo conhecendo as miseria humanas e o fundo do poço! mesmo sabendo q tenho uma doença fudida q pode voltar! sou mto feliz pq aprendi a viver no aq e agora, me conhecendo a cada dia e me aceitando e confiando na VIDA!
bjoka

Daniel Ribeiro (aka DanielBR or ferion11) disse...

Oi Ana!

Estarei de mudanças para outra cidade, então ficarei sem conversar com você por um bom tempo. Foi divertido, muito obrigado!

Mas antes de ir, gostaria de esclarecer umas coisas:
======
* Não é porquê você nunca viu que queira dizer que não existe (incluindo soluções para problemas ditos insolúveis).
Imagine alguém falando sobre aviões na idade média, certamente iria ser queimado numa fogueira por falar de pessoas viajando no estômago de um pássaro de metal super pesado. E é por isso que não gosto de apontar soluções quando essas não são conhecidas.
Mas mesmo que você não tenha visto é preciso ter fé.

* Você pode imaginar uma barra deslizante, onde de um lado (chamarei de lado A) está a concentração, capacidade de fazer bem feito uma única tarefa de cada vez e por ai vai; e de outro lado (chamarei de lado B) está a capacidade de fazer múltiplas tarefas, integrar soluções de diferentes nichos, ser criativo e assim por diante.
A meditação é simplesmente uma ferramenta para ir do lado B (que sobrecarrega muito as pessoas em nossa atualidade) para o lado A (que ajuda as pessoas a relaxarem e aproveitar mais as tarefas do cotidiano fazendo-as bem feitas).
Não é preciso dizer que cada lado tem a suas vantagens e desvantagens próprias. Um ninja (já estão muito a frete nessas técnicas de meditação dentre outras) tenta controlar essa barra deslizante a fim de otimizar a sua própria vida (é claro que na maioria dos casos eles acabam fazendo besteiras, mas o esforço é de se admirar, e as informações obtidas são valiosas).
======

É isso ai! Novamente, foi bom conversar com você. Daqui alguns meses, quando me estabilizar na nova localização, se eu ainda estiver vivo, voltarei a postar. Até lá então.

[]s
Daniel

Ana Maria Saad disse...

oi daniel!
eu q agradeço pelas visitas e comentarios! sempre bom trocar!
q sua mudança seja bem bacana!
bjokas

Anônimo disse...

eu sou depressiva... por vários fatores, me chamam de triste. sou uma pessoa triste. que precisa ser feliz. mas ai que vem a pergunta: como fazer isso que se quando pensa que sua vida esta se ajeitando ocorre mais uma coisa e te coloca mais pra baixo ainda. a poucos dias atrás, bem... eu não ando bem! não vejo beleza nas coisas e não tenho paixão em realizar o que realizo. eu tinha enúmeros sonhos, e a sensação, mesquinha, mas desses meses para cá é que todos conseguem e eu não. bem voltando a poucos dias... sou do tipo de pessoa que ama o outro, ams ama o outro como ele é, não tento mudar nada. minah vida não é fácil, e não compartilho um terço dos meus problemas com ninguém, então esse de todos é o mais leve ou não... eu amo um rapaz, foram quase nove meses de doação, da minha parte pra ele e apoio e respeito e principalmente carinho. a poucos dias atrás ele via rede social, trocou mensagens com uma mulher mais velha, mas mensagens essas que quando as li, porque não sei que diabos elas foram sendo mostradas no meu perfil, parecia que ele e ela estavam transando na minha frente... tenho uma imagem nitida cerebral, criada por palavras, e chorei e chorei mais uma vez... por ele... sábado pós todo o rebuliço eu escrevi (ah! eu escrevo, mas tantas vezes ele me disse que estava péssimo, que hoje não tenho coragem de escrever e se escrevo não consigo publicar, por isso só velharias no meu blog) eu escrevi para ele essas palavras:

"A ultima palavra que disse, me deixa envergonhada. Eu não odeio você... Mas eu exauri, olho para os meus poemas, e tenho um déjà vu de suas palavras: no começo ela(a ex) gostava dos meus poemas, depois parou de gostar. Assim, vi você fazer comigo... =/ Como também parou de segurar minha mão ou querer minha presença. A sensação que eu tenho é que sou eu que quero sua presença... E por que amar alguém que me machuca? Não sei responder... Sei que as magoas são enormes de ambos os lados, seu por ter vivido um passado que traumatizou, meu por ter adquirido sentimentos que me fazem mau; inveja, ciúme. Com isso cobro e exijo coisas de você que não posso cobrar ou exigir. Mas fica complicada minha presença não virar automaticamente uma exigência. E o que ocorreu nesses dias só provam, que tentar transformar o que sinto por você vai me arrebentar um pouco. As mais de 80 mensagens trocadas entre você e ..., foram como ver a pessoa que amo transar com outro alguém na minha frente, sabendo que eu via e não se importando com a dor que eu sentiria ou não. E lhe pergunto: por que fazer isso comigo?
Já havia chorado tanto durante toda a quinta e sexta, que não queria chorar na sua frente. E cada coisa, cada gesto teu muitas vezes trouxeram um descuido, que no fim a descuidada era eu comigo mesma. Você ampliou algo em mim, pediu sem palavras e dou/dei de bom grado, só que você me fez nociva tanto pra mim quanto pra você e eu não sou nociva, e o que eu sinto por você não é essa "porra". Mas se é isso pra você =/.
Vou sentir uma imensa falta sua, mas faço o que? Não sei mais... O que espero de você, porque sempre se espera algo, é que pense, pense em mim e avalie tudo, não me torne algo ruim, não veja as coisas ruins. Existe muito amor em mim, e muito amor por você para ser algo que deixe você como eu vi ontem. E se for para ser assim, deixo eu pra lá... Mesmo não conseguindo desistir de você... Mas as Paulas, Cláudias, Joanas... vão me fazer chorar mesmo que seja sem você ver... E eu gostaria que você tentasse, não me amar como sei que lhe amo, mas tentasse me ver do modo como vejo você..."

Anônimo disse...

continuação do comentário anterior...

e o que recebi? Silêncio.

Quando nos conhecemos, fui bem direta e contei que não me machucasse tivesse cuidado, já que não sou a pessoa mais "feliz" do mundo. e agora, tenho que administrar um dor, e um retrocesso de auto estima, de prazer... minha terapeuta disse: meses e meses jogados fora!
já pensei em me matar, tenho gastrite e várias coisas complicadas que fazem do meu físico hj em dia uma bagunça como minha mente... e hj pela manhã tive que ouvir antes de vir pro trabalho, minha mãe e tia dizendo: "não vejo a hora dela tomar rumo na vida, para sermos felizes"
então o que realmente é ser feliz? o que realmente é se matar?
acho que se eu chegar as vias de fato, são por todas essas mortes consecutivas que carrego...

entretanto, foi reconfortante desabafar aqui...

obrigada

O Direito de Expressão disse...

Eu sou uma suicida que sobreviveu, que bom que encontrei mais pessoas que estao como eu: chateada pela falta de atenção que a nossa sociedade trata as pessoas que se sentem sós, que se sentem frágeis, que não estão bem e ainda são chamadas de frescas... A sociedade precisa amadurecer, toda família hoje tem alguém vítima da depressão, porém não querem acordar para isto e se mobilizar em amar as pessoas, apenas sugam... Que possamos fazer algo para mudar isso... abraços...

Ana Maria Saad disse...

oi anonimo
q bom q achou conforto aq!
olha eu sinto q vc ficou abalada com essa relação pq ela expos vc: a sua inveja e seu ciume! essa relação expos sentimentos q vc julga como sendo ruins! e nao sao sentimentos q vc adquiriu, mas q sao naturais a nos seres humanos!
talvez essa relação tenha refletido seu lado negro e vc nao tenha gostado, pq talvez prefira acreditar q é apenas boa! nao, nao é! vc, assim como eu, a claudia, a joana, o zezinho, é boa e má! ama e odeia, sente frio e calor... a natureza humana é dual, como uma moeda q sempte tera dois lados: cara e coroa!
mergulhe em vc!
se questione sobre suas convicções, olhe seu ciume e inveja, suas magoas... da onde vem? como foi sua infancia? como foi sua relação com sua mae e familia? vc era uma criança e adolescente apreciada e respeitada? se sentia segura? quais sentimentos vc reprime? pq? pq alguem t disse q eles eram feios e ruins? se questione! olhe pra dentro! se observe! nao julgue q isso é bom ou ruim, apenas observe, se torne consciente de vc! não existe perda de tempo, apenas aprendizado! tdo na vida é apenas aprendizado sobre vc mesma!
se essa pessoa t faz tao bem, pq ela nao pode fazer bem para outras mulheres? se é bom de cama, pq tem q transar apenas com vc? pq vc aprendeu com a sociedade a ser possessiva, a querer possuir alguem! a ter medo de ficar sozinha, a querer exclusividade e eu t digo: isso náo é amor!!!! amor a gente apenas da, ele flui, gostosamente, em geral ainda somos mto imaturos para amar, mas ter essa consciencia ja nos ajuda a nos enxergar!
va alem! busque tratamentos q t ajudem a ir alem da sua mente dual, alem da sua necessidade de confirmar seu sofrimento, pq pelo jeito vc sabia q se ficasse com esse cara ia acabar sofrendo, pq vc tem essa necessidade de sofrer? busque seus historico familiar e descobrira! mas pra isso busque terapia, q seja a linha cognitiva, transpessoal, a bioenergetica, terapia corporal, busque terapias q t deem isso q vc busca: renascimento! transformação!
boa sorte!
bjoka

Ana Maria Saad disse...

direito de expressão
bela menina,
obrigada pela visita!
e vamos fazer isso mesmo: falar para a sociedade o q acontece!
qdo puder entre no site da ong pensamentos filmados q esta buscando investidores no momento:
www.pensamentosfilmados.com.br
bjoka e vamos juntos!

Anônimo disse...

sorte nunca ter nascido.
A imperfeição filosófica de "o sofrer purifica" é para muitos humanos demasiado pesada.