29 dezembro 2011

Preciso da sua ajuda!

Gente, vamos ajudar a espalhar o trabalho que venho fazendo com a Ong que tem título de Oscip Instituto Pensamentos Filmados. Assistam o vídeo e saibam da minha história com a dona Depressão, se gostarem DIVULGUEM!!!!
Bjoka e Feliz VIDA, porque mesmo com essas doenças podemos ser felizes, depende de como enxergamos esse sofrimento todo!  

12 comentários:

Moabe disse...

ANINHA ARRASANDO EM VIDA, PS: ACABEI DE POSTAR NO MEU BLOG.

Leonardo disse...

Olá Ana Maria, lindo o seu vídeo, bem-humorado e muito esclarecedor. Tenho certeza de que seu grito será ouvido! Feliz 2012 para você e as pessoas envolvidas em seu maravilhoso projeto. Um abraço.

Lidia Domingues disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lidia Domingues disse...

Ana você é muito corajosa!!
Descobri há muito tempo que o SER humano está dividido em somente dois grandes grupos:
1 – o que enfrenta quem realmente é (seja lá o que for!)
2 – o que faz de conta que enfrenta
E esse segundo grupo é muito cruel com o primeiro. Julga incessantemente. Mas isso é fácil de entender. Se vir no outro, ou no espelho realmente dá medo.
Esse “olhar-se” não é para qualquer um.

FELIZ 2012 - SORTE - vou divulgar para os dois grupos!

Ana Maria Saad disse...

gente,
valeu mesmo pelo apoio!!!
mta saude pra nos sempre!!!
bjoka!!! e obrigadaaaaaaaa

Davi disse...

Ana Maria, assisti à reportagem no SBT e vim correndo entrar no seu blog. Ainda não vi seu vídeo todo, mas escreverei novamente aqui sobre ele. Fiquei encantado com vc, com a sua coragem, com o seu maravilhoso projeto, com a sua inteligência, além do fato (desculpe-me a sinceridade) de vc ser uma pessoa linda. Mto bom saber q existem pessoas que assim como eu tb sofrem há tantos anos com a depressão, e que estão tentando, às vezes tateando ainda alguma possibilidade de superar este sofrimento. E vc é uma delas. Um grande prazer conhecê-la. Um abraço.

Mariana disse...

Ana, acabei de achar seu blog e consequentemente o site "pensamentos filmados"(tô divulgando). Estou encantada. Recebi o diagnóstico de bipolar e tem 5 meses q estou deprimida, tomando medicação e fazendo terapia (embora ñ esteja gostando do novo terapeuta, to empurrando com a barriga). Estou na quarta crise de depressão e dessa vez tá difícil sair. Os pensamentos suicidas voltaram a me atormentar... Tem algum e-mail pelo qual possamos nos comunicar?
Acabei de assistir V.I.D.A. (emocionante) e agora vou ver SOLO.
Um abraço baiano.

Anônimo disse...

Eu era uma pessoa agressiva, pouco sociável e intolerante, sentia-me mal amada. Para me destruir compensava meus conflitos nas drogas. Mas ultrapassei todos aqueles que zombaram de mim, fui invejada por muitos e odiada por outros, mas sei bem o que é perder. Há momentos em que o mundo desaba sobre nós e ninguém é capaz de nos compreender! Poucos minutos mudam uma história, não é a dor que nos muda como pensamos a milhares de anos, mas a utilização inteligente dessa dor que fazemos ao longo da vida.
Alguém pode rasgar-lhe a pele se você permitir, mas jamais poderá invadir sua mente se você não permitir. Não permita se invadido somos o que somos. Há muitas hienas na sociedade, não espere muito dos grandes animais, espere sim incompreensão, rejeição, calúnias e necessidade doentia de poder.
Aprendi que nunca devemos desistir daquilo que amamos. Não refreei as lagrimas, chore tantas vezes que desejar, não lamente desesperadamente sua perda. Viva a vida com sabedoria.
Saiba que a crítica fere uma pessoa, e o preconceito anula-a.
Não se engane, o ser humano morre não quando seu coração deixa de pulsar, mas quando de alguma forma deixa de se sentir importante. A maior vingança contra um inimigo é perdoá-lo, mate-o dentro de si, pois os fracos matam o corpo dos seus inimigos, os fortes matam o significado deles dentro de si. Os que matam o corpo são assassinos, os que matam o que eles representam são sábios.
Nenhum conselho vazio me dissuadiria como nada me faria desistir de desistir da vida. Não dialogar com os outros é um ato tolerável, mas não dialogar consigo mesmo é um ato insuportável. Sou apenas uma caminhante que perdeu o medo de se perder, estou segura de que sou imperfeita, podem zombar das minhas idéias, não me importo! Podem me chamar de louca, não tenho nada, mais tenho tudo.

Pode uma pessoa sem experiência abrir a cabeça de outra?

Estou aprendendo a enxergar melhor as coisas. Eu estava com excesso de preocupações, pensamentos, pessimismo, reclamações e etc. Apreendi a fazer de cada minuto um momento único, é melhor carregar do que ser carregada é melhor suportar do que ser suportada, ou sonhamos ou gravitamos na órbita do que os outros pensam e falam de nós.
Entendi que não se conhece uma pessoa pela doçura da voz, ou pela bondade dos seus gestos ou ainda pela simplicidade das vestes, mas tão somente quando lhe dão poder e dinheiro. Peço que entenda que o dinheiro em si não traz felicidade, mas a falta dele pode tirá-la drasticamente. O dinheiro não enlouquece, mas o amor por ele destrói a serenidade, a ausência do dinheiro nos torna pobres, mas o mal uso dele nos torna miseráveis.
Felizes os humildes de coração e espírito, pois deles é o reino da sabedoria.
Entendi que viver bem se deve a arte de saber perder do que ganhar, esperar muito dos outros é um barco furado, eu tinha a necessidade neurótica de mudar os outros, mas aprendi que ninguém muda ninguém.
A vida é longuíssima para se errar, mas assombrosamente curta para se viver.
Há se eu pude-se voltar no tempo... Conquistaria menos poder e teria, mas poder de conquistar. O passado é algoz não me permitiu retorno, mas o presente levanta generosamente meu semblante de descaída e me faz entender que não posso mudar o que fui, mas posso mudar para o que serei.








FERNANDA KLEA DE LIMA
fernandakleia@gmail.com
(87)9973-6482

Ana Maria Saad disse...

oi mariana!
acho q respondi um comentario e nao sei se foi seu no site d pensamentos!
escreve pra mim nesse email: alysondaas@gmail.com
e se cuiiiide!!!
força na peruca!
conta comigo!
bjoka

Ana Maria Saad disse...

oi davi!
valeu pela msg de apoio!
hj posso lhe dizer q me sinto curada! graças a medicina integrativa, mta dedicação, autoconhecimento e mta dorrrr pelo amorrr!
vamos nos falando!
e se cuide com carinho!!!!
bjoka

Ana Maria Saad disse...

oi anonimo,
vc diz sobre as pessoas nao invadirem nossa mente, isso so pode acontecer qdo vamos alem dela!
qdo atraves de tecnicas meditativas e mto autoconhecimento experienciamos o fato de nao sermos a mente, mas aquele q a observa!
ninguem abre a cabeça de ninguem, a nao ser aqueles q dao machadadas nos outros! hihihi
valeu pela msg!
bjoka

Ana Maria Saad disse...

ah! nao é anonimo nao! é fernada!!! bjoka fernanda