29 dezembro 2009

'Suicidio Futuro Interrompido' de Paula Fontenelle

nao estou em meu computador, portanto as pontuacoes estao baguncadas! Sorry!!! Venho me sentindo bem bem melhor, e assim ja me preparava para ignorar a doenca maldita que me acompanha desde a infancia, essa depressao que quer ficar casada comigo a todo custo. De-tes-to casamentos!!!! Eu e a maioria da populacao, ja que as separacoes so aumentam...
Porem a minha depressao e a moda antiga e insiste em ficar comigo, mesmo a gente nao se dando bem. Bom, imersa nesse bem estar tao raro tinha alguns minutos sobrando, antes de uma reuniao de trabalho, o que me fez entrar em uma livraria em busca de algo que nao sabia o que era, mas que sabia que esperava por mim. Uma sensacao que nao sou capaz de explicar. Entrei e fui olhando os livros e de repente, pimba! (sempre quis escrever pimba!) la estava ele. 'Suicidio, o futuro interrompido' de Paula Fontenelle. LEIAM!!!! Aqueles que sofrem de depressao, de transtorno bipolar, os cuidadores, os que querem saber mais sobre o assunto, os que estao pensando em se matar, os que tiveram contato com suicidas, todos, LEIAM!!!! E agradeco a Paula por livro tao bem escrito, de forma simples e clara. PARABENS!!!! e obrigada por me lembrar da minha historia, da minha vida, nao e ignorando a depressao e nao tocando no assunto que melhoramos, e sim o contrario, e falando e muito no assunto, pois que essa doenca so faz e atacar mais e mais pessoas...

6 comentários:

Tê Barretto disse...

Queridíssima. Vi o texto no blog e o comentário lindo do Geison. Amei, fiquei emocionada de verdade por me sentir parte desta turma. Segure as pontas,tenha fé e força. São os malditos dias "não", mas passam.
Escrevi no blog "quase" poemas de fechamento do ano e de um novo começo. Olha lá. Espero que possa te tocar tb, de alguma forma. Fique bem! Beijo enorme!

非凡 disse...

I'm appreciate your writing skill.Please keep on working hard.^^

Paula disse...

Oi, sou a autora do livro que citou. Agradeço suas palavras e fico feliz de tê-la ajudado pelo menos a ver que não está sozinha. Foi para pessoas como você que me dediquei ao tema e à publicação. Grande abraço, se cuide.
Paula

alyson daas disse...

aaaaaaaaa!!!!

paula nem acredito!!!!

obrigada, obrigada!!!

bjokas

Sendo Sincera disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sendo Sincera disse...

Eu entendo os suicidas como eu disse no blog. Que o fazem por desespero, por uma tristeza profunda, por se cansarem da cobrança da família e amigos de ser felizes... Eu nunca tentei e nem pretendo mas mesmo assim eu entendo e não julgo. Eu acho que na depressão 'não se matar' é o mesmo que o viciado em drogas não se drogar. É uma luta diária.